escapadinhas
Oliveira do Hospital
line
Gastronomia de Oliveira do Hospital
foto Gastronomia de Oliveira do Hospital

 

 

 

 

 

 

 

 

Em termos de tradições gastronómicas, o concelho está fortemente influenciado pela proximidade da Serra da Estrela, sendo os principais pratos: o cabrito assado, o borrego, as febras de porco à moda da Feira, o arroz de carqueja com entrecosto, o arroz com míscaros, a feijoada serrana, a lambicada, o bacalhau com broa e a tibornada.

Na doçaria, destaca-se a tigelada de Oliveira do Hospital, as cavacas de Aldeia das Dez, o requeijão com doce de abóbora e os bolos de azeite.

 

Queijo da Serra da Estrela
A área geográfica de produção contempla os concelhos de Celorico da Beira, Fornos de Algodres, Gouveia, Manteigas, Oliveira do Hospital, Seia e algumas freguesias dos concelhos da Covilhã, Guarda e Trancoso.

Columela, oficial do exército romano e nascido na Península Ibérica há cerca de 2 000 anos, descreve o fabrico deste queijo naquele que foi o primeiro tratado de agricultura conhecido e conforme referência no ?Manual do Criador?, Ano I, n.º 13, de Março de 1986. Na Idade Média, coube a Gil Vicente render-lhe homenagem. Mas os primeiros grandes trabalhos de investigação sobre o queijo da Serra da Estrela só começaram nos finais do Século XIX com Ferreira Lapa, Wenceslau da Silva e tantos outros.
Trata-se de um queijo produzido exclusivamente com leite de ovelha da raça Bordaleira, coalhado pela flor do cardo Cinara cardunculus L., planta espontânea característica da nossa Região que tem como finalidade coalhar a massa que dará origem ao Queijo da Serra. A coalha é posta no cincho, pressionada manualmente até esgotar todo o soro e maturada, durante nunca menos de trinta dias, em câmaras de cura com controlo de humidade e temperatura. Apresenta-se com a forma de cilindro baixo, abaulado lateralmente e na face superior, portanto sem bordos definidos.



Site:

line
line

topo
o que procura
onde
sombra
pesquisa
sombra
sombra

sombra